20140522

Sobre a saudade

saudade é acordar sorrindo
inda de olhos cerrados
percebendo a vida ao redor
sem querer prestar contas
ao mundo e à cama vazia
de tão vãs as queixas vãs
das pessoas e das ruas.
saudade é amar o travesseiro
no instante do sonho febril
é o palpar do distante
é não querer acordar jamais.
a saudade do amor que late
é viver em amargo pranto.
saudade é acordar chorando.

2 comentários: