20090930

de um sonho

Meu eterno querer:
Seria um grande atentado às minhas súplicas e desejos apenas pensar em querer outro! Teus desejos de agora, antes meus, me entristecem por eu não poder realizá-los. Como eu os quero! Mas há um deles que me padece. E eu não o faria por ti nem se pudesse!
Como querer outro querer?

As mulheres e seus corpos
cantando e dançando
nas desarmonias da vida.
Vão se requebrando
pelas passarelas, na volta e ida.

As mulheres e suas calcinhas
protegendo e seduzindo
nos glúteos do amor.
Vão se engalfinhando
sempre causando rubor.

As mulheres e suas vidas
crescendo e gerando
nos moldes divinos.
Vão se regenerando
ao acaso dos destinos.

As mulheres e seus homens
unindo e copulando
nos diversos leitos leitosos.
Vão se divergindo
mas sempre voltando aos gozos.

sede

sede
sede de sede
sede de vida
sede de quebra
sede de autonomia
sede de sublimação
sede de paz
se de espírito
(e, ainda assim,)
sede de aconchego
sede de toque
sede de instabilidade
sede de seca
sede de antítese
sede de submissão
sede de matéria
sede

20090929

preciso

preciso tanto
curar minhas incertezas
afagar meu tato
ser acolhida
ser abraçada
ser única.
preciso tanto
ter minúcias respondidas
ter súplicas aceitadas
que minhas lágrimas me deixem
que eu não seja deixada.
preciso tanto
me expandir
reaparecer
cuidar de mim
fechar minhas escaras
voltar a ser eu.

causa mortis

Eu sou tão grande
que quero todas as tuas mãos!
Eu sou tão extensa
que quero todos os teus suspiros!
Eu sou tão ampla
que quero todos os teus humores!

Sendo tu eu, nossos
já posso morrer de amores!